17 maio 2006

Letargia Mental

“A qualquer hora, envolvendo qualquer problema de sua vida, você é livre para pensar ou se evadir desse esforço.” (Ayn Rand) Pensar ou não pensar, eis a questão! Diferente dos animais e plantas, o ser humano não sobrevive na base de reações automáticas. Sua consciência é volitiva, depende de sua vontade e esforço. O primeiro estágio da consciência é a sensação, um estado de apreensão produzido pela ação de um estímulo sobre um órgão dos sentidos. O segundo estágio é a percepção, um grupo de sensações automaticamente retidas e integradas pelo cérebro. Por fim, temos o estágio conceitual, onde os homens desenvolvem o conhecimento através do uso da lógica. Este estágio é o que tanto nos distancia dos demais organismos vivos. Entretanto, não se trata de um processo automático, mas sim voluntário. O homem deve querer pensar, respeitando seu mais fiel instrumento epistemológico: a razão.

Um comentário:

null disse...

Pensar incomoda o bastante para que não pensemos sobre isso... ao menos até quando o esforço deixar de valer a si próprio.

:)