18 agosto 2006

Frei Betto e a Cidade Perdida

O ano é 1958. Havana está mergulhada em um caos de bombas, assassinatos políticos, incerteza quanto ao futuro. Fidel e Che armam-se nas montanhas e atraem jovens idealistas de todas as classes para o sonho revolucionário. Desesperançado, o pai do personagem principal comenta: - Até o próprio Cristo se muniu de um chicote para pôr ordem no caos. Acho que estamos precisando de um Cristo com um chicote. O que nem ele nem o filho sabiam é que o próprio Fidel Castro se proporia a ser esse novo Cristo às avessas... Leia em Flor de Obsessão

Um comentário:

Claudia disse...

Norma, ainda não vi o filme, apenas o trailler. Interessei-me e espero vê-lo em breve.
Gostei de seus textos e de seu blog.
Fará parte de meu 'stroll' matutino pela web.
Beijos, Claudia