26 abril 2007

Não se Confunda Estado Laico com Estado Ateu

Os acontecimentos que têm sido noticiados na Internet, sobre pessoas que são proibidas de se manifestar quanto às suas crenças em locais mantidos pelo Estado, principalmente em países como EUA, Inglaterra e Alemanha, não configuram a conseqüência da aplicação plena deste princípio político, mas justamente de sua desvirtuação.

2 comentários:

Anônimo disse...

Quer dizer, então, que as guerras religiosas são as piores que existem? Hum... Diga aí, sábio, quantas pessoas morreram a longo do século XX nos conflitos armados entre Estados - 1ª e 2ª guerra mundial, por exemplo. Pelo que eu sei - posso estar errado -, nenhuma dessas guerras foram travadas por Estados confessionais ou religiosos. Todos os envolvidos nos piores conflitos bélicos - piores! - da história da Humanidade foram Estados laicos ou ateus.
Só para te dar um parâmetro de comparação: a Inquisição espanhola, a mais dura de todos, matou 20.000 pessoas ao longo de 4 séculos. Por outro lado, a Revolução Francesa, resultado do iluminismo liberal, matou mais de 80.000 em 10 anos. Que coisa, hein?
Isso mostra o seu redondo equívoco. O Estado laico ou ateu É o pior flagelo da história: nunca tanto sangue humano foi derramado quanto no século XX - o século do Estado laico, século no qual as religiões cristã e judaica atingiram o nível mais baixo de vigência e eficácia social.
Agora, o pior de tudo - como vc mesmo notou -, é que esse Estado laico, invariavelmente, busca laicizar a sociedade. E isso é natural: é da própria lógica do Estado querer moldar a sociedade a sua imagem e semelhança (v. Bertrand de Jouvenel, On Power, The Natural History of its Growth). Portanto, não existe meio termo: se o Estado não protege e acolhe a religião, se ele não é amigo da religião, ele a ataca. O Estado laico é uma farsa. Se o Estado não estiver fundado na própria religião, nos valores que a religião transmite e ensina, ele torna-se inimigo da religião e dos valores que ela propugna.
E, no final, o que o Estado laico faz, assim como os liberais de meia-tigela, é defender pautas imorais e anti-civilizacionais: aborto, eutanásia, pedofilia etc.

Teste disse...

Seu comentário invalida-se liminarmente pelo só fato de ter sido postado anonimamente.