20 fevereiro 2008

Brincando de nation-building

Longe de independente, sem passado, sem história e sem tradição, o Kosovo é um Estado artificial, criado por potências estrangeiras, ocupado por forças estrangeiras e administrado por forças estrangeiras. Um protetorado sem razão de haver, exceto de permitir a burocratas fazerem as vezes de estadistas a brincar de nation-building. Não é a primeira vez que a Europa sucumbe por causa de uma tolice nos Balcãs.

Um comentário:

pinguim disse...

Concordo inteiramente com este texto; alguém, e todos sabemos bem quem é, anda a brincar com o fogo...